Ernesto Guevara Brasilia - SOMUS.ORG 

Ernesto Guevara Brasilia

Marcar como spam mal classificados duplicado expirado ofensivo

BIOGRAFIAS Data de publicação: 01/02/2013 Data de modificação: 01/02/2013
  • País: Brasil
  • Região: Distrito Federal
  • Cidade: Brasilia
  • Localidade: Asa Sul

Ernesto Guevara


Sinos tocavam, centenas de milhares de pessoas saíam às ruas e se abraçavam em incontida alegria. Desse modo, na madrugada do dia 1° de janeiro de 1959, Camilo Cienfuegos, Raúl Castro, Fidel Castro e Ernesto Guevara foram recepcionados pelos cubanos ao tomarem o poder através da Revolução. Cuba entrava numa nova era e Che participaria da mesma de forma crucial. Mais tarde, tomado pelo espírito revolucionário, deixa Cuba e se engaja na luta contra a opressão em outros países oprimidos. Tornou-se assim um símbolo de um novo tipo de revolucionário.


A infância


Ernesto Guevara nasceu em Rosário, Argentina, em 14 de junho de 1928, em uma família de classe média alta, porém sem fortuna. Teve quatro irmãos. Sua mãe, Celia de la Serna y Llosa, descendia do último vice-rei do Peru e seu pai, Ernesto Guevara Lynch, era arquiteto, engenheiro civil e um militante político. Participou de campanhas para brecar a propaganda nazista na América durante a Segunda Grande Guerra, fez parte da oposição a Juan Perón na Argentina e apoiou a resistência republicana na Guerra Civil Espanhola. Aos dois anos de idade Che Guevara começou a sentir os primeiros sintomas da asma que o atormentaria para o resto de sua vida. Sofrendo violentíssimas crises asmáticas era obrigado a permanecer longos períodos longe da escola estudando com os pais. Em certas noites, Guevara Lynch dormia sentado na cama do filho, com a cabeça do filho apoiado em seu peito para ajudá-lo a suportar os ataques de asma. Aos 12 anos mudou-se para Córdoba, segunda maior cidade argentina, onde morou perto de uma favela. A discriminação para com os mais pobres era comum à classe média argentina, porém Che não se importava e fez várias amizades com os favelados. A biblioteca da família reunia cerca de 3000 livros, e Che começou a interessar-se por poesia, filosofia, arqueologia e história. Em sua vida pode-se notar uma maior influência do lado materno.


A peregrinação e o interesse pela causa


Cinco anos mais tarde mudou-se novamente, agora para Buenos Aires. Havia decidido estudar medicina, mas amava viagens e aventuras. Finalmente em 1949, ao lado de seu amigo Alberto Granado, aventurou-se em uma longa viagem de bicicleta pela América Latina para conhecer seus habitantes e suas condições de vida, história e geografia. Sua bicicleta motorizada logo deu sinais de cansaço e estragou; porém o sonho não teve fim. No Peru, trabalhou com leprosos e resolveu se tornar um especialista no tratamento da doença. Che saiu dessa viagem chocado com a pobreza e a injustiça social que encontrou ao longo do caminho e se identificou com a luta dos camponeses por uma vida melhor.Mais tarde voltou à Argentina onde completou seus estudos em medicina. Foi convocado para o exército, porém, no momento estava incompatibilizado com a ideologia peronista. Não admitia ter de defender um governo autoritário. Portanto, no dia da inspeção médica, tomou um banho gelado antes de sair de casa e na hora do exame teve um ataque de asma. Foi considerado inapto e dispensado.


Em 25 de novembro de 1956 os revolucionários partiram para mudar a história cubana.


Assim sendo, informavam ao exército a localização dos rebeldes. A guerrilha na Bolívia jamais reuniu mais de 47 homens, porém obteve grandes vitórias sobre o exército local. Mas, em 31 de agosto, os bolivianos encontraram e aniquilaram grande parte dos guerrilheiros. Restavam apenas 17. O fim se aproximava.
Em 8 de outubro realizou-se a batalha fina. Os guerrilheiro foram encurralados e Che recebeu vários tiros antes da captura. Sangrando muito, cambaleante, sentou-se no chão com as costas apoiadas na parede, respirando debilmente, quando o chefe da companhia que o capturou, o capitão Gary Prado desferiu uma rajada de metralhadora sobre Che. O golpe de misericórdia foi dado pelo coronel Andrés Selnich. Morria o homem Ernesto 'Che' Guevara. Nascia o mito Che.


Suas idéias inspiraram vários movimentos de esquerda em vários países depois de sua morte. Na França contra o conservador Charles De Gaulle, nos EUA contra a participação norte americana na Guerra do Vietnam, no México quando aconteceram as primeiras manifestações contra o Partido Institucional Revolucionário. Na África, eclodiu a guerra de guerrilha em quase todos os países nos vinte anos seguintes à morte de Guevara. Em todos esses movimentos Che estava presente em bandeiras, faixas, camisas e, principalmente, nas mentes e nos corações dos revolucionários.

Youtube

Vote
Result 0 votes

Contatar anunciante

Informação útil

  • Como sabem, os visitantes da somus.org contribuiem por hobbie. E o nosso amado hobbie e trazer infoprodutos util e economica para todos. Precisamos de ajuda para MANTER NO AR O SITE SOMUS.ORG . Mas, se quiser deixar a SOMUS.ORG sempre no ar, para voce, visitante e caro leitor dos nossas Infoprodutos de Donwloads, voce pode! basta seguir a abaixo.
  • Existe um site quee patrocina cada vez que alguem visita o link da somus.org. Clique aqui para entrar no link e ajudar a Somus.org! Voce tambem pode REGISTRAR no nosso link de referencia, tambem ajuda muito!

    Opcao 1: http://adv.li/st5c

    Opcao 2: http://adv.li/q25c

  • Bom, avisando se voces clicarem na Opcao 1 e 2  todo o dia, ajuda bastante, sabia? E vale lembrar que nao estamos cobrando nada pela informacoes postadas gratuitamente por todos e todas, essa e so uma OPCAO para quem quer ver coisas melhores aqui na Somus,org e ter mantido este ambiente livre mais agradavel. Qualquer critica, sugestao ou duvida podem deixar nos comentarios abaixo. E se quiserem ajudar de um outro modo, sugira nos comentarios ou me contate via E-mail: nos@somus.org
  • Obrigado a todos e todas que colaborarem!

Comentários

    Deixe o seu comentário (spam e mensagens ofensivas serão removidas)